Fotos: Sônia Mele

Saber como utilizar a internet e as próprias mídias sociais é algo de que não se pode escapar. A máxima vale para qualquer um. Mas, para o jornalista, ela é mandatória. O que só reforça a certeza de que quem quer continuar atuando na profissão não pode parar de estudar.

O compromisso da APJor com os jornalistas levou-nos a criar uma linha de cursos rápidos sobre aspectos importantes das mídias sociais. O primeiro deles ocorreu no sábado, 28 de julho, em São Paulo. Flávio Munhoz destrinchou aspectos importantes das mídias sociais para 14 estudantes muito atentos – quase todos jornalistas.

Tráfego orgânico ou impulsionado?

Mergulhamos em cada uma das quatro redes – Facebook, Twitter, YouTube e Instagram. Quando utilizar uma ou outra? É suficiente trabalhar com o tráfego orgânico ou temos que ir para o impulsionado?

Num exemplo, dos 6.815 internautas atingidos em uma campanha determinada, o impulsionamento fez com que o Google mandasse a mesma mensagem para 1,5 milhão de pessoas, com base nas coincidências ou proximidade dos dados de perfil definidos.   

O formato foi de explanação, com apoio de projetor, complementado com muitas perguntas e respostas. WhatsApp é mídia social? Em geral os especialistas dizem que sim, afirma Flávio Munhoz. No curso, tratamos rapidamente do Whats. Mas, pode perfeitamente ser objeto de uma oficina específica.

Continuar estudando...

No final, dicas e comentários sobre algumas ferramentas importantes que o jornalista precisa conhecer e, em diferentes situações, saber usar: uma landing page, o blog, Bitly ou outro encurtador de URLs, o fantástico gerador de personas, um dos agregadores de notícias existentes, o Google Trends para obter dados sobre as buscas que estão sendo feitas na internet, entre outras.

Na continuidade, pensamos em aprofundar mais o conhecimento sobre uma das mídias sociais no formato de oficina. Explorar mais o universo do que está despontando como as próximas criações na web e adquirir um conhecimento detalhado das métricas das principais plataformas.

Pretendemos trabalhar mais com oficinas de duas ou três horas para a consolidação de conhecimentos específicos. A Associação Profissão Jornalista avisará seu público sobre cada uma dessas próximas iniciativas.

0
0
0
s2smodern