×

Erro

[OSYouTube] Alledia framework not found

O presidente executivo e fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou na última semana, que as redes sociais de propriedade da empresa (WhatsApp, Facebook Messenger e Instagram) serão integradas, permitindo ao usuário, por exemplo, mandar uma mensagem de qualquer um deles para qualquer outro dos apps, permitindo responder aquele contato profissional do WhatsApp sem precisar sair do Instagram ou alguma mensagem recebida pelo Messenger sem precisar sair do WhatsApp e abrir outro aplicativo. A principal alteração seria estrutural, e que viabilizaria toda essa engenharia.

O principal objetivo desta medida, é aumentar o engajamento das pessoas com os produtos da marca e melhorar seus ganhos com anúncios, já que colocar todos os usuários dos três aplicativos utilizando um único sistema de mensagens aumentaria as cifras de engajamento que a empresa apresenta para seus anunciantes, garantindo um impulso justamente em um momento que o crescimento do número de usuários está desacelerando. 

Além disso, ao combinar os três aplicativos, o Facebook poderá se tornar a plataforma mais usada para o envio de mensagens, com chances de ultrapassar o iMessage da Apple e os serviços de mensagem da Google caso não haja um grande abandono de usuários.

“As pessoas querem poder escolher qual serviço utilizar para se comunicar. Hoje, entretanto, se você quiser enviar uma mensagem para alguém no Facebook, é preciso usar o Messenger. No Instagram, é necessário o Direct. No WhatsApp, é preciso que a outra pessoa também tenha o app. Queremos dar às pessoas a chance de escolher. Sendo assim, elas podem falar com seus amigos de todas as redes sociais utilizando qualquer aplicativo que preferirem”, afirmou Zuckerberg em um comunicado.

O executivo indicou que este processo se materializará "nos próximos anos" e que se construirá sobre seis princípios: interações privadas, sistemas de encriptação, redução da permanência online das publicações compartilhadas, segurança, interoperabilidade e armazenamento seguro de dados.

* Eduardo Micheletto é jornalista

 

0
0
0
s2smodern